domingo, 3 de fevereiro de 2008

O Poço Sem Fundo ou a Fonte das Falcatruas

O nosso presidente da tanga, o tal que mudou o nome de um poço para fonte (ainda gostava de saber onde é que está a fonte à entrada de Boliqueime, para mim aquilo é e será sempre um poço), parece que o homem(?) não sabe o significado das palavras por isso vou-lhe dar uma ajuda:

Poço=s.m. escavação profunda no solo para depósito de água; sítio mais fundo de um rio; pego; abertura para descer a uma mina; altura de um navio, desde a aresta superior até ao convés; interj. o m. q. poça.
Fonte=s.f. nascente de água; chafariz ou bica por onde corre água; marco fontanário; cada um dos lados da região temporal; chaga aberta com cautério; fig. causa; origem; texto originário de uma obra.

Mas voltando a esse algarvio, que na minha opinião é indigno de o ser, e a uma das suas últimas declarações em relação a mais um escândalo do intruja-mor deste rectângulo, em que diz para os portugueses não falarem de politica durante a época de Carnaval, para descontrairem e não pensarem nisso e para os próprios politicos poderem gozar com tranquilidade.

É impressionante como é possível esta múmia dizer uma coisa destas quando o País está como está e os escândalos não param de acontecer. Será caso que não está na altura de correr com esta corja toda da política?

Puta que os pariu!!

1 comentário:

Rosiana Monbon disse...

Gracias por este gran sitio, muy abigarrada de las ideas buenas e interesantes. Especialmente mantenerlo. Buena suerte
cordialmente

voyance gratuite en ligne ; voyance mail gratuite