sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O Fim do Jogo

Faz hoje precisamente um ano que me iniciei nas lides bloguisticas e nada melhor para comemorar este ano de existência que um novo filme de Alex Jones,intitulado Endgame, infelizmente ainda sem legendas em português.

O filme é uma nova visão dos planos a longo prazo da elite, aquilo que eles são na realidade e por que motivo o futuro da Humanidade poderá ser decidido ainda durante as nossas vidas.

Endgame é o ponto alto de anos de pesquisas na História e demonstra por que motivo os governantes do mundo estão tão obcecados por controlar, dominar e escravizar a Humanidade, por que motivo querem exercer o poder só por amor ao poder, como as autoridades continuam a centralizar tudo em direcção a um governo mundial sem piedade e qual o aspecto da sua “solução final”, que é a redução da população mundial.

O filme indica a maneira como decorrerá essa tirania, através das misteriosas “Georgia Guidestones” (pedras orientadoras da Georgia), cuja mensagem pretensamente provém de representantes de uma organização secreta chamada Rosa Cruz. Nela é exigida uma religião mundial, um tribunal mundial e a redução da população mundial para 500 milhões. Com a actual população mundial, isso corresponderia a um extermínio de mais de 5,5 mil milhões de pessoas.

As pedras chegam à conclusão de que os homens não passam de um tumor canceroso na Terra que, consequentemente, devia ser extirpado para se obter o equilíbrio com a Natureza.

A nova elite que gostaria de explorar esta escravização global é, na História da Humanidade, pura e simplesmente, a última geração de uma longa fila de tiranos e dos seus impérios que ambicionam a hegemonia mundial. O facto de os poderosos sempre terem tentado subjugar os outros é uma verdade evidente e facilmente comprovada, mas que é frequentemente esquecida no meio da insensatez, do narcisismo, da superficialidade e da busca do divertimento que reina actualmente.

Endgame mostra como as famílias de banqueiros de elite, como os Rothschild, sempre conseguiram estar um passo à frente e moldar o futuro, na medida em que na guerra financiavam ambos os lados. Eles empregavam os seus conhecimentos prévios para assumir o controlo da economia e dos governos, lançando assim os fundamentos para o estabelecimento de um governo mundial.

Continuar a ler no Grifo.

Sem mais demoras aqui fica o filme e se por acaso não conseguirem ver no blog cliquem aqui.

4 comentários:

bjecas disse...

Parabéns pelo aniversário bloguistico mano.
Que se sigam muitos mais...

[[[]]]

\m/

Miguel Teixeira disse...

Já não passava por aqui há uns tempos mas parece que ao menos acertei no dia! Festa, cerveja e "morfes"?



:P


[[]]

Fly disse...

Epah vejam lá quem apareceu aqui para me dar os parabens, os dois gajos que me iniciaram nisto.:)

Agradeço pelas palavras de incentivo, muitos mais virão.

abraço

P.S. cerveja e morfes sempre!

Corduroy disse...

Parabéns então caro Fly. Que venha mais um ano.
Abraço.