sábado, 15 de dezembro de 2007

Sedativos a mais em Portugal.

No Correio da Manhã de ontem vinha uma noticiazinha daquelas de canto de página, a qual não tem link mas que eu vou transcrevê-la. A notícia dizia o seguinte:

"Cada português consumiu em média duas embalagens de sedativos, ansiolíticos ou hipnóticos no ano passado. Segundo um estudo do Infarmed-Instituto da Farmácia e do Medicamento-referente a 2006 os portugueses gastaram mais de 80 milhões de euros neste tipo de medicamentos, mais do que custou o novo Estádio de Alvalade.
Esta análise complementa o estudo do Observatório Nacional de Saúde, segundo o qual mais de 60 por cento dos utentes dos centros de saúde são dependentes de, pelo menos, um medicamento do foro psiquiátrico.
No trabalho realizado em 2004, mas cujos resultados só foram publicados este ano, participaram 110 médicos que trabalham em centros de saúde e que enviaram dados de mais de oito mil consultas."

O resultado deste estudo não me espanta nada até acho que os números são superiores a estes. O mais engraçado é que estas pessoas já não conseguem fazer uma vida normal sem se socorrerem desse tipo de substâncias, mas no entanto a maioria deve ser daquelas que falam mal de quem fuma umas ganzas ou até mesmo umas chinesas, aliás destes então nem se fala. Não se apercebem que elas próprias são umas agarradas e que já não vivem sem a dosezinha diária. Mas pronto o que elas tomam são drogas receitadas pelo médico e tal, provavelmente até fazem mais mal que um belo charro de erva, mas como é o Sr.Doutor que aconselha e como é o estado e as farmacêuticas que enchem os bolsos não há problema. Para não falar daquilo que meia dúzia de governantes ganha à parte com o negócio das drogas ilícitas. Enfim...

Mas eu compreendo muito bem a necessidade e o porquê da maioria necessitar destas fugas à realidade, ou estas bengalas para enfrentar os problemas diários. Com a merda de salários e de vida que a maioria do povo português tem, só mesmo de cabeça cheia pra aguentar esta merda.

2 comentários:

Clavis disse...

O que me faz lembrar dos efeitos calmantes do flúor que deitam nas nossas águas de consumo público...

xicoriasexicoracoes disse...

Podes crer!!

Abraço!