terça-feira, 7 de agosto de 2007

O Império de Droga de Bush-Cheney-2ª parte

Continuação deste post.

Operações Especiais da Brown & Roots

É sabido que onde está o petróleo está a Brown & Roots. Mas cada vez mais, onde há guerra ou insurreições lá está a Brown & Roots também. Da Bosnia ao Kosovo, passando pela Tchéchénia, Ruanda, Paquistão, Laos, Vietname, Indonésia,Irão, Libia, México e Colombia a Brown & Roots expandiu as suas operações de grandes construções para incluir a provisão do suporte logistico dos militares dos EUA. Agora, em vez dos quartéis generais dos EUA , o mundo pode ver os armazens desta firma a armazenar e a administrar tudo desde uniformes a veiculos.

A expansão rápida das operações da Brown & Roots na Colombia sugere que o Bush se prepara para uma guerra desenfreada como parte do "Plano Colombia". Isto é consistente com os movimentos do antigo Secretário do Tesouro de Bush, Nicholas Brady para iniciar uma colaboração Colombia-EUA como sócios num investimento chamado Corfinsura para o financiamento de grandes projectos de construções com o Sindicato Colombiano Antioquia, com sede em Medellin.

As expectativas de uma guerra no terreno da Colombia pode explicar porque é que a Brown & Roots, num registo da Comissão Trocas segurança(Securities Exchange Commission (SEC) em inglês) relata que compraram mais de 800.000 metros quadrados de armazens na Colombia e arrendaram outros 122.000 metros quadrados. De acordo com relatório de serviços energéticos da Brown & Roots, os outros lugares onde a companhia tem armazens são no México (525.000 metros quadrados),e EUA (38.000 metros quadrados).

De acordo com o website da agencia para a promoção de investimento estrangeiro na Colombia, a Brown & Roots só tem presença no país a partir de 1997. O que é que a Brown & Roots - que de acordo com a Associated Press arrecadou mais de 2 mil milhões de dolares fornecendo e dando apoio às tropas norte americanas- sabe acerca da Colombia que o público norte americano não saiba? Porquê a necessidade de quase um milhão de metros quadrados em armazens que podem ser transferidos de uma operação da Brown & Roots(serviços energéticos) para outros (apoio militar) com uma simples assinatura?

Como descrito pela AP, durante a era do "Irão-Contra" o congressista Dick Cheney do House Intelligence Committee era um apoiante fervoroso do Marine Tenente Coronel Oliver North. Isto embora numa reunião privada na Casa Branca, em 1986,o North ter mentido ao Cheney.Nos diários do Oliver North e na investigação subsequente pelo inspector geral da CIA, ter irrevogavelmente o ligado com o tráfico de cocaína durante os anos 80 e a abertura de contas em bancos em nome de uma firma que movimentava quatro toneladas de cocaína por mês. Todavia isto não impediu o Cheney de apoiar activamente o North ( sem sucesso), na corrida de 1994, ao senado dos EUA pela Virginia- um ano antes da tomada de posse das rédeas da Halliburton inc, companhia que detem a Brown & Roots, em 1995.

Como secretário de defesa do governo de Bush durante a Operação no Deserto (1990-91), Cheney dirigiu operações especiais envolvendo rebeldes Curdos no norte do Irão. A principal fonte de receitas dos Curdos, há mais de 50 anos, é o tráfico de heroína desde o Afeganistão e Paquistão através do Irão, Iraque e Turquia.

Tendo alguma experiência com a Brown & Roots, reparei atentamente quando o Los Angeles Times referiu em 22 de Março de 1991, um grupo de atiradores entrou nos escritórios em Ankara, Turquia, da Vinnel firma associada à Brown & Roots e assassinaram o Chief Master Sergeant John Gandy um oficial retirado da força aérea.

Em março de 1991, dezenas de milhar de refugiados Curdos, há muito tempo activos da CIA, foram massacrados por Saddam Hussein no ínicio da guerra do Golfo. Saddam na esperança de destruir qualquer hipótese de sucesso da revolta Curda, facilmente matou milhares de Curdos indesejados que fugiram para a fronteira turca à procura de refúgio. Aqui, as forças de segurança Turcas- treinadas em parte pela associada da Brown & Roots, Vinnell- mandaram de volta para uma morte certa milhares de Curdos.

Hoje em dia, a Vinnell Corporation é uma das 3 mais eminentes corporações de mercenários privados em todo o mundo, juntamente com as firmas MPRI e a DynCorp. É também a entidade dominante no treino de forças de segurança no Médio Oriente.

Não é de admirar , que a região da fronteira Turca em questão seja o principal ponto de passagem da heroína produzida no Afeganistão e no Paquistão, destinada aos mercados da Europa.

Uma fonte confidencial com experiência na região disse-me que os Curdos " Têm umas contas a ajustar com aqueles que os costumavam ajudar a passar as suas drogas". Ficou-se a saber que a Brown & Roots e a Vinnell Corporation providenciavam ambas cobertura não oficial aos oficiais da CIA.

De 1994 a 1999, durante a intervenção militar americana nos Balcãs- de acordo com The Christian Science Monitor e Jane's Intelligence Review, o Exército de Libertação do Kosovo controlava 70% da entrada de heroína na Europa Ocidental- a Brown & Roots do Cheney fez bilhões de dolares fornecendo às tropas dos EUA grande apoio logistico na região. As operações de suporte continuam até hoje na Bosnia , Kosovo e Macedónia.

A ligação de Dick Cheney com as drogas está mais perto do que se possa suspeitar. Um relatório do The Center for Public Integrity's de Agosto de 2000 trouxe-o ainda mais perto. É correcto dizer que existe um ligação directa para as instalações da Brown & Roots-que muitas vezes se encontra em regiões remotas e de acesso perigoso- como qualquer região de produção de droga e qualquer região de consumo de drogas em todo o mundo. Estas coincidencias não provam a cumplicidade com o negócio. Outros factos, no entanto, levam-nos nessa direcção.

continua...

Nota:

Como se sabe este artigo foi escrito em 2000, e entretanto já aconteceram vários eventos que merecem ser mencionados, como sejam:

a invasão do Afeganistão, logo após o 11 de Setembro de 2001, que teve como consequência o aumento da produção de ópio em mais de 100% em certas zonas do país numa altura em que os Talibãs quase que erradicaram a produção e o cultivo da papoila;

a invasão do Iraque, a morte (assassinato) do Saddam ,e o consequente caos instalado no país e, claro está, a reconstrução do mesmo pela Halliburton, que até já mudou a sede para o Dubai.

Tivemos também a candidatura da Turquia para a UE, fortemente apoiada pelos EUA, não podemos esquecer que a Turquia e toda a zona das Balcãs são a principal porta de entrada da heroína na Europa.

Entretanto a Colombia ficou em stand-by porque daquele lado o Bush não tem que se preocupar, visto ter um bom Presidente fantoche no governo desse país apoiado pelos narcotraficantes e pelos próprios americanos.

1 comentário:

Anónimo disse...

Well since two days ago she has been getting a pop-up/scam thing popping up while she surf's the net and she is kinda blaming me on something i done to make this happen i told her time and time Again it's a scam to make u think u have virus on ur computer and and there trying to make u buy the virus software to remove It And she wondering how to stop this from happening/ to pop up. [url=http://gordoarsnaui.com]santoramaa[/url]