domingo, 15 de julho de 2007

Espantugal ou Portanha

O prémio Nobel português José Saramago defende, numa entrevista publicada hoje no Diário de Notícias, que Portugal deveria tornar-se uma província de Espanha e integrar um país que passaria a chamar-se Ibéria para não ofender «os brios» dos portugueses.

O escritor, que reside há 14 anos na ilha espanhola de Lanzarote, considera que Portugal, «com dez milhões de habitantes», teria «tudo a ganhar em desenvolvimento» se houvesse uma «integração territorial, administrativa e estrutural» com Espanha.

Portugal tornar-se ia assim, sugere o Nobel português, mais uma província de Espanha: «Já temos a Andaluzia, a Catalunha, o País Basco, a Galiza, Castilla La Mancha e tínhamos Portugal».

in Portugal Diário.

Mas será caso que este Portunhol não vê que Espanha não quer nem precisa de mais uma provincia? Portugal pode estar nas últimas graças à merda de politicos que tem conduzido o nosso País nas últimas décadas e o povo até pode estar descontente o suficiente para aceitar mais essa humilhação. Mas para Espanha essa hipótese não é viável, nem sequer é equacionada porque assim, como estamos, eles ganham muito mais dinheiro sem precisarem de investir, compram tudo aquilo que produzimos a preços irrisórios e vendem-nos novamente os mesmos produtos com selo espanhol a um preço muito mais elevado, sem grandes preocupações.

Para Espanha é melhor sermos independentes e no entanto já sermos uma provincia espanhola, veja-se a série de firmas de Espanha que estão em Portugal, do que anexarem mais esta parte da Península, terem que investir aqui onde agora só vem explorar e provavelmente terem que viver com o descontentamento de grande parte da população em relação ao dominio espanhol, como o País Basco e a Galiza. Para Espanha é melhor que continuem as coisas como estão, ganham mais dinheiro e não investem quase nada. E para Portugal, ou melhor, para o povo Português estar um canalha corrupto português à frente do destino da nação ou um canalha corrupto espanhol a merda é a mesma, infelizmente.

1 comentário:

G disse...

Tambem acho que não perdemos grande coisa em que ele fique lá por Espanha.
Lá por ter um Nobel, não deixa de ser igual a todos. Apesar dele não achar!
Não gosto dele, ok?!
Abraço!