quinta-feira, 26 de julho de 2007

A Cópia

Copiaste?
Fizeste bem.
Copia mais sem canseira.
Copia, pilha, retem,
é a única maneira de não escreveres asneira.

Fernando Pessoa

Este poema de Fernando Pessoa (infelizmente não me lembro qual o heterônimo) ilustra bem o que alguns profissionais (?) da escrita têm feito ultimamente, ao publicarem nos seus jornais, revistas ou livros aquilo plagiam de diversos blogs, sem darem o devido crédito, ou sequer uma referência a quem teve o trabalho de escrever o texto originalmente, ou mesmo que refiram a fonte vão ganhar dinheiro com textos que não são deles e que o autor não autorizou a publicação.

Ver O Leão da Estrela do dia 24 de Julho e Do Portugal Profundo dos dias 13 e de 17 de Julho.

Muitos mais haveria para mostrar mas estes são os casos mais recentes que tenho conhecimento.

2 comentários:

"o moço da bodega" disse...

Divino!
Esta do Fernando eu não conhecia, muito bem empregado.

Bom fim de semana

Fly disse...

Só tenho pena de não me lembrar qual o heterônimo que Pessoa utilizou neste poema.
Um bom fim de semana para ti tambem.

abraço