domingo, 17 de junho de 2007

Mais Uma Falcatrua

A Polícia Judiciária (PJ) suspeita que o CDS-PP terá falsificado recibos para justificar a entrada de um milhão de euros na conta do partido, em Dezembro de 2004. De acordo com o «Expresso» e o «Jornal de Notícias», a conclusão consta do relatório final da investigação ao «Caso Portucale.

Em causa, estarão cerca de quatro mil recibos, com valores entre os 200 e os 300 euros, passados em 2005, e preenchidos com nomes que a PJ não conseguiu identificar. A maioria dos recibos não tinha número de contribuinte.

As suspeitas de falsificação de nomes levaram a PJ a constituir arguidos dois funcionários do CDS-PP. Os homens preencheram os recibos, no âmbito do processo que investiga suspeitas de tráfico de influência, na aprovação de um empreendimento turístico do Grupo Espírito Santo.

Um dos nomes que consta na lista dos contribuintes é o de Jacinto Leite Capelo Rego (lê-se com sotaque brasileiro) e parece que foi este nome que despertou a atenção para a falcatrua, descobrindo-se depois outros nomes também muito duvidosos.
É claro que só fica escandalizado com isto quem ainda acredita nestes politicos de merda que nos (des) governam. Se a PJ investigasse os partidos e os politicos como deveria, sem estar sujeita a pressões, acredito que muita coisa se viria a descobrir.

1 comentário:

G disse...

Porque é que achas que apareceu este interesse para o aeroporto ser em Alcochete/margem sul?
Esse dinheiro entrou na altura em que o CDS (com o PSD) estava no governo com a pasta do Ambiente.
E as coisas pagam-se (Portucale/ BES)...
Abraço!