quarta-feira, 7 de março de 2007

Culto do Cargo

Hoje vou falar num culto que apareceu na Papua Nova Guiné, durante a 2ª guerra mundial , e que se chama Culto Cargo (Cargo Cult) ,
confesso que não encontrei grande coisa na internet a falar desta religião , até porque ela já não existe , ou se existe é só para algum ancião ainda vivo nessas ilhas .
Tive conhecimento disto num livro que já falei aqui num post anterior , e que mais uma vez aconselho todos a ler.
Este culto apareceu numa ilha da Papua , no oceano pacífico , quando soldados americanos e australianos desembarcaram nela , os habitantes dessas ilhas nunca tinham visto homens brancos e ainda por cima estes vieram do ar, em grandes pássaros metálicos , eram abastecidos via aérea por aviões que deitavam os mantimentos em páraquedas, e tinham escrito nessas caixas a palavra " Cargo" , daí o nome do culto.
O nome do deus desta religião era o John Frum , isto porque os soldados ao tentarem manter contacto com os habitantes da ilha , diziam os seus nomes , John from Boston , John from New York , etc.
Bastava um contacto via rádio , coisa que os indíos nunca tinham visto , para que os soldados fossem abastecidos , e para que os indíos ficassem ainda mais espantados e crédulos acerca destes novos deuses que os tinham vindo salvar e proteger.
Quando a guerra acabou e os soldados retiraram , os indíos começaram a imitar este novo deus , fazendo imitações de rádios erguendo fios sobre antenas de bambu , falando dentro das latas imitando microfones , tentando fazer com que os aviões passassem e deitassem os mantimentos , ou aterrassem nas pistas feitas pelos Papuas.
Este culto ainda existiu durante algum tempo , até que alguns Papuas foram para a "civilização", viram que as coisas não eram como eles pensavam e regressaram á sua terra natal para acabar com a adoraçao ao deus John From e ao culto Cargo.
Embora alguns habitantes não acreditassem nas palavras destes salvadores e continuassem a adorar o seu deus que tanta coisa boa lhes havia dado , aos poucos foi desaparecendo até á completa extinção(?).

Esta história verdadeira leva-me a pensar no aparecimento das civilizações e das suas religiões , principalmente dos sumérios , a primeira civilização conhecida e da forma como o seu conhecimento foi adquirido , posso dizer que esta civilização foi quem inventou a escrita , a matemática , as escolas e os tribunais , e a sociedade como a vivemos hoje em dia , revolucionaram a tecnologia em campos tão diversos como a agricultura , o comércio , arquitectura e metalurgia , tinham um calendário ainda mais preciso que os povos da América .
É sabido que todas as civilizações posteriores aos Sumérios , foram buscar o conhecimento a essa grande civilização que tão pouco se sabe , ou que pouco querem que saibamos.
O velho testamento da biblia , o alcorão , e outros livros religiosos são baseados em mitos e histórias dos sumérios , alteradas ou não para um contexto mais recente e mais condizente com os tempos em que foram escritos ou neste caso traduzidos.

Fica uma pergunta no ar quem é que ensinou aos Sumérios isso tudo no 4º milénio A.C.?

4 comentários:

Teixeira disse...

Estou curioso acerca desse livro. Tens o nome da editora aí á mão?


Li "Os deuses que fizeram o céu e a terra" e Jean Sendy (Livraria Bertrand)abordava o tema da criação de deuses.

[[]]

Flyover disse...

A editora é a Europa-América.
e o livro é um calhamaço de 400 e tal páginas :)


um abraço

Bruttus disse...

nao sabes quem ensinou, pah? Então não foi o conan?? o bárbaro, não o da NBC....

Flyover disse...

o Conan era Cimério pah !

bem vindo ao meu blog bruttus,

volta sempre.

um abraço